Institucional

No ano de 2003 nasceu, entre um grupo de empreendedores da educação, o interesse na expansão do sistema educacional superior no sul do ES. A cidade escolhida foi a de Cachoeiro de Itapemirim, pólo regional que congrega os municípios de Castelo, Alegre, Vargem Alta, Marataízes e Itapemirim.

A ação deste grupo de empresários encontrou respaldo no imenso número de egressos do 2° grau e na carência de IES que possa atender a toda esta demanda por qualificação.

Acreditou-se ser possível modificar a realidade da educação superior na região, contando-se coma disponibilidade e com a boa vontade daqueles que, confiando na existência de novos horizontes estudantis, promoverão e manterão o desenvolvimento cultural, social e econômico - marco de uma proposta pedagógica consciente da real utilização dos conhecimentos em prol do bem comum.

Empreendedores por excelência centralizaram-se numa região que apresenta fortes índices de expansão industrial e comercial. Assim pensando, trabalham a partir de um planejamento com proposta filosófica bem definida nos patamares de formação do homem cidadão responsável e profissional competente, sem perder de vista a essência humanista, vivenciando sua própria realidade de vida nos aspectos sociais, econômicos e culturais.

A instituição optou por utilizar critérios relativos a interdisciplinaridade, experiências a partir de laboratórios, descoberta de talentos, incentivo a busca incessante de conhecimento e integração família-escola-comunidade. A partir dessa concepção de currículo, a FACI - Faculdade de Tecnologia Cachoeiro de Itapemirim, inicialmente denominada Centro de Educação Tecnológica de Cachoeiro de Itapemirim delineia sua função social que se define na participação do processo de desenvolvimento regional, como agencia formadora de recursos humanos qualificados, num processo de transmissão e geração de conhecimentos científicos e tecnológicos, do desenvolvimento das competências, para atuar no processo produtivo na prestação de serviços e participar criticamente do processo de transformação social.

A trajetória da FACI pode ser subdividida em duas fases principais: a primeira, de 2004 a 2011, responsável principalmente pela inserção institucional no contexto das entidades do ensino superior; a segunda, a partir do segundo semestre de 2015, marcada pela presença da nova administração, pela implantação dos cursos de Capacitação Continuada, Cursos de Extensão e Pós-Graduação e pela proposta de implantação do Curso de Licenciatura em Pedagogia, que fora concretizada.

Com a nova administração, assume-se o compromisso, não só de viabilizar o acesso, a permanência e a qualidade de ensino do curso de Tecnologia em Rochas Ornamentais e Recursos Humanos, como também, de ampliar a oferta de cursos de graduação da FACI, ampliando a oferta para as licenciaturas.